quinta-feira, 28 de agosto de 2014

El plan Ve

Novios ya no
yo nava
vos navío


Ellen Maria

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Amalia

"Sí, Eduardo, cuando uno tiene la conciencia de que es amado, cuando uno ama de veras, la vida se reparte, se encarna con otra vida, y al morir queda un pedazo de uno mismo en la tierra, y eso es lo que se siente".

José Mármol

En la ciudad

"con los que me olvidaron
se podría poblar una ciudad
incluso desde aquí nuestra ciudad está siempre al alcance de la mano
si cierras el puño cabe en el bolsillo
yo soy de aquí pero cambio a menudo de coordenadas
latitud de las relaciones longitud de las camas temperatura de los sentimientos
sé muy bien que nuestra ciudad se entremezcla por todas partes
y que no se la puede abandonar en ninguna
cada uno lleva su ciudad en el corazón
incluso con los ojos cerrados
incluso en el corazón de otra ciudad
en ese momento piensa en mí
aunque yo no esté
en ningún mapa"

Marta Eloy Cichocka

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

La marca del próximo encuentro

No duermo o mejor dicho no dormí la noche
y aún así me desperté con un dolor de cabeza más infeliz
y una hora después, cuando resolvi levantarme
ya no tenia la puta idea de cómo seria mi dia
fiebre?
te toca trabajar me decía la niña del espejo-yo
aun de piyamas y cara de almohada
que insistia en atar el pelo antes mismo de abrir las cortinas
arreglé el cuarto prendi la compu y me fui por un banano en la cocina
después por leche
y cuando volvi ya no tenia la puta idea de cómo iba a termina mi día
el golpe aun tardó tres horas para ocurrir
no me muevo de aqui y sin embargo fui abrir las cortinas de la sala también
tomé agua y agua más
empecé a revisar, faltan 150, faltan 100, faltan 50
y dio la hora de comer otra vez y responder el mensaje de texto
encuentro sí hora fecha local ok
duerme mi pie duele mi cabeza y sin embargo el estomago vive
la parte de mi cuerpo que sigue totalmente enamorada
no lloro hace días porque estoy demasiada cansada
que será que será pregunta la cantante
y una amiga ruega a los cielos que yo permanezca bien
no es hambre no es drama es pura nada digo al estómago
cuando fue que dejé de creer en la esperanza
cuando fue que dejé de tener expectativa
sin embargo, no me debo exigir nada en este momento
solo que termine de revisar el texto.


Ellen Maria

Alguien Algo Alguna

Sarna con gusto no pica
Lo que pica con gusto sarna
Sarna con gusto pica con gusto
Lo que pica sin gusto no sarna
Lo que sin gusto sarna sin gusto pica
Lo que no sarna no pica
Lo que no pica no gusto no sarna
Lo que gusto
Lo que sin gusto
Lo que me sarna
Lo que
Lo que me pica y me sarna me gusta

Ellen Maria

domingo, 24 de agosto de 2014

Líquido translúcido

Eu escrevi no vidro
de canetinha
não seu nome
mas o da filha
que não tivemos
assim a luz pôde passar
o sol pôde entrar
e esse nome amarelar
maria bela
emilia ela
e depois de uns dias
apaguei com álcool
para esse apartamento deixar
e só a memória dela
conservar
assim como o amor
o nosso
que o tempo não apagou
mas fez evaporar
e depois se precipitar
como a chuva que se anunciou
agora na minha janela.

Ellen Maria

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

E você,

bicho lusco-fusco
vagalume
que acende e apaga
dia e noite
vive e morre
que indolência pensar que não sinto dor
quando sou feita da mesma matéria
que as moscas
que as flores
que você

Ellen Maria

Conjuga-me

Quando a terra me chama
mergulho e me afundo
no barro do fundo
de uma cachoeira

do ferro a ferrugem
da fuligem ao nada
cara limpa
alma lavada

Gêmeos
de ascendente touro
e lua em aquário.


Ellen Maria

Ofício

Acordo, começo a revisar, dá fome, como uma banana e ponho roupa pra lavar, volto a revisar, dá fome, estendo a roupa no varal, faço um sandubão com ovo, queijo, presunto, requeijão e manteiga, um café com leite decente, volto a revisar, como dois terços do pão, metade da caneca de café com leite, reviso meia página mais, e daí olho o pão. Tô comendo pão verde embolorado. Enfio o resto na boca, tomo mais café com leite por cima, e continuo a revisar.

Ellen Maria

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Retrato en Sepia

"Algún día escribiré un poema que no lleve tu nombre
despojado de vacío y ausencia
que no tenga tu aroma extraviando recuerdos
trascenderá tu cielo
superará tu altura
no tendrá el azul de tu mirada
la línea perfecta de tus labios
escribiré un poema donde no hable de ti
donde no te describa sobre mi cuerpo en fuego
derritiéndome
donde no evidencie que sin ti,
la felicidad es una circunstancia
no estará lleno de memorias y destinos
será escrito desde esa parte de mí que ya no habitas
Cuando llegue la hora de olvidarte."

Georgina Ramírez

Revisora

Prendo fuego
y un sahumerio
tomo café con leche
se queman mis neuronas
mientras nacen otras
y disminuye la testosterona
soy aquella que pasa
quince horas por día
frente a la computadora
señalando los errores del otro
y borrando los míos.

Ellen Maria

sábado, 16 de agosto de 2014

O invisível

Foi ontem. Deitei na cama, pouca roupa, três cobertores. Luz apagada. Fecho os olhos e escuto um barulho. Será que tem ratos entre um apartamento e outro? lembro de Naziazeno, os ratos, o leite. Escuto outra vez o barulho. Tem ratos no décimo andar? Depois barulho de tacos de salto alto. Com certeza é o andar de cima. Acendo o celular. Apago. Escuto o mesmo barulho, meio ganido. Acendo o celular. Vejo a foto de fundo. A macaca tiradora de selfie. Sorri pra mim. E diz que tudo vai ficar bem. E me manda uma risadinha. Foi uma boa escolha de foto de fundo. Lembro de mandar uma mensagem a minha melhor amiga. Desculpe pelas bobajadas que disse hoje, às vezes me comporto muito mal. Quero que seja feliz, etc. Send. Vejo a foto da macaca e todos os seus dentes. Apago o celular. Deito de bruços, nariz pro lado direito. Nariz por lado esquerdo. Deito de lado. Nariz para janela. Nariz para porta. Não vou dormir enquanto não rezar, claro. Barriga pra cima. Ajeito os cobertores. Quase não toco o lençol. Muitos cobertores. O barulho sumiu. Começo a respirar fundo, tentando prestar atenção na respiração. Parecem mil vozes na minha cabeça, não consigo me concentrar. Tento outra vez. Pai Nosso, e começo a falar, sem prestar atenção. Recomeço outra vez. Pai Nosso, que estás no céu. Vosso nome, vosso reino... Vem a imagem do meu ex namorado. Rezo pra ele, sempre rezo pra ele. Pra ele ficar bem. Pai Nosso, e imagino o que ele estará fazendo. Que horas são? Meia noite e pouco acho. Respiro fundo. Vem a imagem dele. Ele está bem, vai ficar bem, respirando fundo também. Melhor tento Ave Maria. Não passo do quarto verso. Bendita sois vós, entre as mulheres. Vem a nós o vosso reino... Adormeço por dois segundos, será? Ave maria, e imagino Maria com seu manto fininho cobrindo a cabeça, nos céus, mãezinha. Sempre pronta pra fazer um carinho. De olhos fechados tenho a impressão que vou começar a dormir mais pesado. Tento mais uma vez me concentrando o máximo, em todas as palavras da oração. Preciso agradecer ao dia de hoje. Ave maria. Tudo bem que passei mal, vomitei no curso, estou vomitando direto. Gastrite nervosa. Obrigada santos, orixás, protetores, anjos, Deus... Melhor rezar pro anjo da guarda. Santo anjo do senhor. Adormeço. Creio que adormeço. Respiro fundo. Santo anjo, senta do meu lado, faz cafuné na minha cabeça, me proteja. Se a ti me confiou, há piedade divina. Adormeço. Acordo. Sempre me reje, me guarde. Adormeço. Acordo. Santo anjo do senhor. Preciso me concentrar. Preciso agradecer ao dia de hoje e pedir que siga protegendo meu ex namorado. Me reje, guarde, governe. O que vem depois de governe? Preciso começar de novo, pra me lembrar. Tem uma oração no meu mural de imãs do lado da cama. Fala da sagrada mãe divina, vida maravilhosa, santos e orixás. Passa a mão na minha cabeça pra eu dormir, parar de pensar e ficar bem. Há piedade divina, sempre me rege, guarde, governe, ilumine, amém.


Ellen Maria
"Solo los insensatos
- o los no nacidos -
son felices sin temor."

Cristina Peri Rossi

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Numa manhã fria

as flores começam a murchar no momento seguinte em que são arrancadas
e busco seu carro para deixá-las murchando aí no vidro da frente
deixá-las murchando porque basta a vida para morrer
- não o encontro -
as deixo num banco de concreto para que terminem de murchar
ou se acaso alguém as veja, possa pensar em alguém querido
- como eu pensei em você -
e sigo a vida, porque basta estar viva para renascer.

Ellen Maria

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

You haven't even got email

meg ryan encontra tom hanks
kathleen kelly & joe fox 
em um parque florido em west side
brinkley latindo e saltitando aparece primeiro
louis armstrong dá conta do recado musical
em algum lugar além do arco-íris
e Você se dá conta que seus olhos se enchem de lágrimas
(as lágrimas de mensagem pra Você são falsas
as lágrimas de mensagem pra Você não são suas)
Você sabe disso
quando meg ryan diz queria que fosse Você
e tom hanks a beija como clark gable
e Você já está em prantos, scarlett
e a janela do lado direito confirma
chove enquanto Você chora
não há flores na sacada
e o brigadeiro esfria na cozinha.

Ellen Maria

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Por el amor de amar

"Yo te voy a dar la espalda
Para que alcances bien tu meta
Que yo me voy porque mi mundo
me está llamando
Voy a marcharme deprisa
Que aunque tu ya no me quieras
a mí me quiere la vida
Yo me voy de aquí
Jodida por contenta
Tu me has doblado pero yo aguanto
Dolida pero despierta
Por mi futuro
Con miedo pero con fuerza
Yo no te culpo ni te maldigo
Cariño mío
Jodida pero contenta
Yo llevo dentro una esperanza
Dolida pero despierta
Pá mi futuro
Con miedo pero con fuerza."

Buika

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Grandes: veredas

Para M. que nunca fue mío
Por ahí volvemos
Por ahí nos vamos
pero nunca regresamos.

El camino es solo uno
dijo el cantante
y es adelante.

Novios o no
al caminante el paso
es siempre lento.

Novios o no
al caminante el paso
es siempre nuevo.

Ellen Maria