domingo, 31 de janeiro de 2016

Dióspiro

"depois do almoço
quando arrastamos a cadeira
um pouco para trás
uma sonolência morna
entrelaçada de luz
entra pelas janelas
ludibria as cortinas
e difusa poisa no vinho

é nessa altura que dizemos:
vou comer este dióspiro
antes que apodreça."


Francisco Duarte Mangas

Nenhum comentário:

Postar um comentário