quarta-feira, 18 de março de 2015

De cifras e outros papéis

No teatro grátis de terça,
no palco, cenário egípcio
a luz fraca incide sob
a atriz de segunda
que interpreta Cleópatra
Na bandeja
frutas de cera sem sementes
não tem brilho
não tem cheiro
estrela descascada numa peça transgênica
faz caras de disputa e gestos de esnobes
enquanto esgueira
quem está na plateia.

Nas noites de terça,
eu sou mais uma atriz falida
no teatro quase deserto
de pulgas e mendigos
Não há enigma
não há amantes
nem cachos de uva
Só um gosto amargo
por ter sido devorada
pela personagem
Tampouco há nada para ver lá fora.


Ellen Maria