domingo, 14 de agosto de 2016

...

não abre não abre não abre
certifica inclusive
que a chave está bem posicionada
dada as voltas
olha pela fresta
debaixo da porta
luz sombra caverna
não sabe
se se protege ou a quem protege
se se esconde ou a quem esconde
já não é medo
não abre não abre
gato mia miau
não sei quem é
não sei mais
quem eu sou

tira a chave
não abre não abre
dada as voltas
tira a chave e olha
pelo buraco da fechadura
gato mia
miau
desfaz uma das voltas
miau
olha mais
bisbilhota
coloca o dedo na fechadura
sente o gelado do metal velho
gato mia não mia miau
esse gato não mia nem quer que
não desfaço a outra volta

bota a chave
não pergunta
nem fazdesfaz a volta
abandona a porta
até outra hora não
volto ao meu quarto
de Schrodinger.

Nenhum comentário:

Postar um comentário