quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Uma cena

você analisa o poema sentado na cama
como quem faz um ditado
tece um discurso sobre a originalidade sintática
a potência dos últimos versos
o léxico, que léxico!
seus olhos pendem desde a página do livro
a algum lugar entre minha boca e nariz
escuto sua voz atentamente
como um aluno recém alfabetizado
escrevo a imagem primeiro com meus olhos
e sem que você se dê conta
os fecho pausadamente
a cada ponto final deste texto
penso que eles se desfalecerão
alguns anos antes ou depois
desse poema
dessa memória.

Ellen Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário