quinta-feira, 2 de abril de 2015

acordar/recordar

O sol aclara os fios alaranjados da cortina
o vento a faz mover como as ondas as águas
observar o laranja dançante é sentir o mar quando acordo
espreguiço-me vagarosamente para começar o dia
fico uns minutos mais na delícia do lençol
cheiro de pijama
levanto e um pão com manteiga e café quente me esperam
não tenho pressa para comer
não tenho pressa para lavar o rosto, escovar os dentes
descobrir-me frente ao espelho
passo um vestido azul para me sentir bem dentro dele
depois farei mil coisas
passo um vestido de flores azuis e bordados
me sinto bem dentro dele
o amor verdadeiro existe
e só às vezes me esqueço
onde ele está.

Ellen Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário