quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

O jogo da imitação

O macaco faz sinais
e o humano não entende
o polegar direito do macaco se une ao indicador
e dá meia volta num sentido horário
enquanto a mão esquerda se afasta de si
com todos os dedos esticados
e a palma apontada para o humano
O humano pensa é um jogo
e sorri e consente e acena
se sente privilegiado, se sente escolhido
e coloca sua mão esquerda sobre a cabeça
e com a direita retira seu chapéu imaginário
O macaco nega e faz outros sinais
aponta para a perna do humano
o humano olha para sua própria perna
põe uma mão no bolso
o macaco faz um movimento com a cabeça para cima e para baixo
o humano aponta para a perna do macaco
e faz um movimento afirmativo com todo o corpo
O macaco leva as duas mãos a cabeça
parece dizer de-ses-pe-ra-da-men-te
com os olhos voltados para o alto de sua cabeça
depois repete todos os gestos pausada-mente
O humano acha graça,
gira seu corpo para esquerda
gira seu corpo para direita
e segue para a jaula dos leões
O macaco não pode fazer nada
voltou para o fundo do cenário
e não se moveu mais.

Ellen Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário