quinta-feira, 14 de julho de 2016

viro a casaca

de fora eu vejo melhor
de dentro
com os ouvidos tapados
não pesco nem mosca
passo a língua nos dentes
de boca fechada
também não entra
mais nada nessa casa vazia
cheia de lembranças mortas
eu mudo e as embaralho todas
um novo casamento
com a memória
ainda tenho as janelas abertas
tanta brisa
boa pra secar roupa
já joguei tanta coisa
mas ainda faltam
umas poucas linhas
e eu não vejo a hora


Ellen Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário