segunda-feira, 14 de março de 2016

não sigo

"te seguiria se não loba fosse
e uma matilha não uivasse minha falta
mesmo desajeitada em pegadas
mesmo estrada fechada, aberta a faro e uivos
te seguiria
não fosse a embolia mal resolvida que me habita
quando avanço trilha mal fadada
não fossem frustradas tentativas de reconstrução
reinos novos, indício de fracasso
o embaraço estampado no rosto
não fosse esta vida osso
dureza de engolir
te seguiria
só pra ver onde dá este trajeto
sentir o teto faltar
e o aconchego do teu corpo sob o céu estrelado."

Nil Kremer

Nenhum comentário:

Postar um comentário